grt

 

Historial da Colectividade

Corria o ano de 1927 quando um grupo de habitantes de Tercena sentiram necessidade de entre eles e respectivas famílias, arranjarem um local de convívio.

Mas como em Tercena até essa data, como pontos de convívio apenas existiam algumas tabernas, era necessário arranjar um local que permitisse um convívio mais familiar.

Por feliz acaso a igreja de Santo António estava abandonada ao culto aí nasceu a ideia de a ocupar e fundar nesse lugar a sua colectividade e se assim pensaram melhor e fizeram: O Trindade, Manjerico, Álvaro da Bazaliza, Fernando Martins, Américo Duarte, meteram mãos à obra e assim nasceu o Grupo Recreativo de Tercena para local de recreio e cultura.

Ali nesse pequeno espaço foi criado um conjunto de cordas (Banjos, Bandolas, Violas) e uma bateria de acompanhamento, composto pelos seguintes elementos:

Guilherme Cândido, Vítor Pires, Farman, Álvaro da Silva, Abílio Teixeira, Artur Rodrigues, etc., todos eles chefiados por Jaime Silva “Barcarena”.

No sítio onde antigamente se localizava o altar mor, foi construído um pequeno palco onde aos fins-de-semana actuaria o conjunto musical e no futuro um prometedor Grupo Cénico.

Mas não estavam satisfeitos os fundadores desta obra que queriam alargar horizontes, e assim abordaram um rico lavrador da época, Jabardo de seu nome o qual num gesto de boa vontade lhes cedeu o terreno onde hoje está implantada a nossa sede.

Depois do terreno cedido, pensaram nas obras, as quais por falta de meios duraram cerca de dois anos e em 01.08.1937 o grande sonho tinha-se tornado uma realidade.

Quanto ao Grupo de Teatro de 1927 a 1937 pouco ou nada sabemos por não termos dados, sabemos apenas que foi representada uma peça intitulada “A Santa Inquisição”, nos degraus de acesso à igreja, mas não chegou ao fim a representação pois a Guarda Republicana também quis actuar, como era habitual no tempo do Estado Novo, mas tudo não passou de um susto.

A cultura e o recreio jamais pararam ao longo dos tempos nesta pequena colectividade.

E muitos mais lutaram para que esta casa fosse uma realidade mas a memória dos mais velhos, seus nomes já não alcançam.

Hoje em dia o GRT é uma colectividade em plena actividade, funcionando nas suas instalações diversas modalidades tais como:

Teatro, Karaté, Ginástica Infantil e Acrobática, Ballet, Música, Danças de Salão Adultos e Danças de Salão Kids, Pilates e Futsal com 4 escalões federados e dois de aprendizagem (com cerca de 350 atletas e participantes das actividades culturais).

No próximo biénio iremos ter mais três modalidades: Zumba, Manutenção Sénior e Manutenção localizada e Atletismo.

Aproveitamos também nesta pequena apresentação para divulgar que no próximo dia 1 de Agosto o GRT comemora 86 anos de vida e vamos oferecer um beberete aos sócios e amigos que queiram participar.